­­­

Olá meus amigos!

Essa semana recebi pelo whatsapp um vídeo de uma propaganda da empresa Magazine Luiza que eu gostaria de compartilhar abaixo para que depois possamos discutí-lo com um pouco mais de calma e profundidade.

Basicamente, o vídeo diz que se o seu fotógrafo de casamento deu o cano, não se preocupe pois você pode pedir a um dos padrinhos, portador de um IPHONE 7, adquirido no Magazine Luíza, para fazer as fotos do casamento que vai dar tudo certo.

Em primeiro lugar eu gostaria de deixar claro que sempre admirei a empresa Magazine Luiza, aproveitando o ensejo para parabenizar a Dona Luiza e sua equipe pela agilidade e praticidade do site e do atendimento online.

Além disso, quero dizer aos meus amigos fotógrafos de casamento que achei o vídeo de péssimo gosto pois o mesmo, no meu humilde entender, desvaloriza a nossa profissão.

Depois de vê-lo continuamente por 12 vezes comecei a montar esse quebra-cabeças. Em primeiro lugar suspeito que as fotos utilizadas no vídeo não tenham sido feitas em um IPHONE 7, muito menos fotografadas por um padrinho solícito e que este casamento nem deva ser real. Acredito que como a maioria dos vídeos publicitários, ele tem por objetivo promover um produtos para aumentar a receita e por isso ele quis dizer de forma talvez tosca, que um IPHONE 7 é tão bacana (e é mesmo, a sua câmera é muito boa comparada com as anteriores) que se o fotógrafo não vier alguém (o padrinho gente fina) garantirá as imagens.

Analisando a mensagem do vídeo como um CIVIL e não como fotógrafo ofendido, eu cheguei as seguintes conclusões que gostaria de compartilhar com os amigos.

Assista ao vídeo:

 

 

Conclusão 1: nenhum equipamento profissional (Nikon D750 ou Canon 5D Mark IV) garante boas imagens na mão de um fotógrafo despreparado e muito menos de um padrinho bem intencionado.

Conclusão 2: os smartphones estão cada vez mais avançados, automatizados e a cada a qualidade técnica das suas imagens (cores, nitidez,balanço de branco, resolução, níveis de ruído, alcance dinâmico) estão melhores. Eles ainda não substituem os equipamentos profissionais mas acredito que é tudo uma questão de tempo. Não arriscaria dizer quando mas estou preparado para esse dia e adoraria chegar a um casamento com apenas um telefone no bolso. “Liberdade, liberdade, abre as asas sobre nós!” Isso vai ser espetacular. Quero estar vivo nesse dia.

Conclusão 3: Se os equipamentos estão cada vez melhores, eu fotógrafo, preciso me preocupar com meus diferenciais pois pode ser que um dia não haverá mais diferenças visuais entre eu (fotógrafo contratado) e o padrinho bem intencionado. Quem sabe\ em 2022 quando ambos estivermos fotografando a entrada da noiva com um IPhone 14.

Conclusão 4: Existem fotógrafos que dão o cano sim nas noivas mas eles não podem manchar a imagem de um grupo da maioria de profissionais que cumprem seus deveres. Eu cumpro meu dever e se você cumpre, não se preocupe com eles!

Conclusão 5: Obrigado Magazine Luiza, pela mensagem que me fez parar pra pensar que preciso, cada vez mais, trabalhar em cima dos meus dois principais diferenciais. Ser cada vez mais profissional e em hipótese alguma dar o cano! Renovar cada vez mais as minhas ideias e me reinventar para não correr o risco de ter um padrinho no meu lugar um dia!

Viva a vida! Viva a boa fotografia e viva a boa publicidade. Pode ser que um dia, esse mesmo padrinho, seja convidado para gravar e editar um vídeo publicitário, se a agência der o cano!

Deixe um comentário

Comment