Hora de voltar para casa. Mais uma experiência fotográfica fora do Brasil que vai deixar saudades pois além de conhecer muita gente pude ver minha fotografia de um outro ângulo. Nestes últimos dias descobri que:

1. … sei muito menos do que eu imaginava. Frustrante mas ao mesmo tempo encorajador. Há muito trabalho pela frente.

2. … há um americano de 19 anos de idade que fotografa muito. O nome dele é Brandon Wong, vive próximo a Los Angeles e tem uma fotografia de encher os olhos. Clique na foto para visitar seu website.

3. …que nós fotógrafos brasileiros precisamos ser mais eficientes A mão de obra americana é bem mais cara e por isso eles estão sempre procurando ferramentas de automatizar seu fluxo de trabalho. Nós brasileiros, mesmo tendo uma mão de obra mais barata, precisamos abrir o olho para o fato de que somos muitas vezes pouco produtivos. Eis aí uma grande chance de aumentarmos nosso lucro e qualidade de vida.

4. …que devo continuar trabalhando duro,  fotografando para mim  e seguindo meus ideais. Não faz sentido eu abrir mão daquilo que acredito em função de terceiros.

5. …que em janeiro estou de volta para mais uma temporada de reciclagem.

6. …que preciso melhorar ainda mais meu Inglês se eu quiser palestrar por aqui sem tradutor. Eis aí um desafio!

7. …que o Brasil é bom demais! Não vejo a hora de chegar em casa e ver minhas duas meninas.
Um abraço a todos e um agradecimento especial ao Ed Atrero pela sua hospitalidade!

English: Back home…

Time to go home. One more photographic experience overseas that will be missed, for beyond of meeting new people, I could see my photography from a new agle. So recently I descovered that:

1. … I know a lot less then I thought I did. It is frustrating, but also encouraging. There is much work ahead.

2. … there is a 19 years-old american boy who does great shoots. His name is Brandon Wong, he lives close to Los Angeles and his photographies leave any one wide-eyed. Click on the image to see his website.

3. … that we, Brazilian photographers, need to be more efficient. The labor force in the U.S. is much more expensive and because of that they are always looking for tools to automate their workflow. We Brazilians, even with a cheaper labor force, we need to open your eyes to the fact that we are often unproductive. Here it is a big chance for us to raise the profits and quality of life.

4. … that i must keep on working hard, photographing to me and following my ideals. It does not make any sense to to give up what I believe in the light of others.

5. … that in January I will be back for another renewing season.

6. …that I need to further improve my English if I ever wish to speak on a lecture here without a translator. Here is a challenge!

7. … that Brazil is too goos! I can not wait to get home and see my two girls.

Best wishes to all and special thanks to Ed Atrero for his hospitality!

Español: De vuelta para casa…

Hora de volver a casa. Otra experiencia fotográfica fuera de Brasil que va a dejar una añoranza pues, más allá de conocer mucha gente, pude ver mi fotografía desde otro ángulo. Estos últimos días descubrí que:

1. …sé mucho menos de lo que imaginaba. Frustrante, pero al mismo tiempo estimulante. Hay mucho trabajo por delante.

2. …hay un americano de 19 años de edad que fotografía muy bien. Su nombre es Brandon Wong, vive cerca de Los Ángeles y su fotografía es genial. Pinche la foto para visitar su sitio web.

3. …que nosotros fotógrafos brasileños tenemos que ser más eficientes. La mano de obra americana es mucho más cara y por eso ellos siempre están a la búsqueda de herramientas para automatizar su flujo de trabajo. Nosotros brasileños, aún teniendo una mano de obra más barata, necesitamos abrir los ojos al hecho de que somos muy, muy poco productivos. Hete aquí una gran chance de aumentar nuestro lucro y calidad de vida.

4. …que tengo que seguir trabajando duro, fotografiando para mí y siguiendo mis ideas. No tiene sentido que renuncie a lo que creo en función de terceros.

5. …que en enero estoy de vuelta para otra temporada de reciclaje.

6. …que tengo que mejorar aún más mi inglés si quiero dar conferencias por aquí sin traductor. Hete aquí un desafío!

7. …que Brasil es genial! No veo la hora de llegar a casa y ver a mis dos chicas.

Un abrazo a todos y un agradecimiento especial a Ed Atrero por su hospitalidad!

Deixe um comentário

Comment