MENU

skips_summer

Foram  36 horas de palestras no hotel MGM na cidade de Las Vegas. Participei do Skip`s Summer School, um evento que com certeza vai marcar a minha carreira como fotógrafo. Quem foi atrás de esquemas de luz, poses, receitas de bolo se decepcionou pois a bola da vez foi o NEGÓCIO da fotografia. Conteúdo profundo mas indigesto para muitos dos participantes que viram o quanto é necessário se adaptar a nova realidade do mercado fotográfico. As palestras geraram discussões de altíssimo nível. Me certifiquei que os americanos, australianos e inglesses estão na frente da maioria de nós brasileiros no quesito MODELOS DE NEGÓCIOS. Isso não é vergonha pois eles estão inseridos em um mercado muito maior e mais maduro o que os torna mais competitivos. No entanto precisamos fazer alguma coisa. Mudar é preciso!

A nossa fotografia não deve nada a eles não é verdade? De qualque forma para que um fotógrafo seja bem sucedido não basta apenas fotografar bem. É necessário fazer várias outras coisas  tais como gerar credibilidade, se comunicar bem com seu público alvo, divulgar seus produtos nos canais certos, fazer networking, cultivar parceiros e por aí vai. Vejo nos olhos de alguns alunos um certo desapontamento ao descobrirem que a fotografia vai muito além do clique, que não basta apenas ter um bom equipamento e gente para fotografar. Nós ainda estamos presos apenas a produção de imagens ao passo que deveríamos estar ligados no desenvolvimento da nossa carreira de fotógrafo. É como se tivéssemos uma fábrica automotiva mas só déssemos atenção ao setor produtivo. E os recursos humanos? Há planejamento financeiro? Quais serão os novos produtos e tendências? Quem se encarrega de pagar e contratar os operários? Quem venderia os automóveis parados no pátio? Há muito o que refletir e agir! Ao mesmo tempo que vejo uma lacuna na formação empresarial dos nossos fotógrafos percebo também uma enorme oportunidade de crescimento. A fotografia que outrora foi considerada um emprego medíocre hoje é centro das atenções. Isso quer dizer que nós fotógrafos estamos em alta e que temos mais oportunidades para sermos reconhecidos no mercado e além disso termos maior remuneração. Sé depende de nós. Eu, tento olhar sempre o lado bom e vejo que temos nas mãos a oportunidade de mudar o curso da história da fotografia como profissão.

Voltei muito animado pois alguns dos assuntos que ouvi já tenho falando nos meus workshops. Agora darei ainda mais ênfase há outros que apenas mencionava e outros que eu nem dava bola. Os workshops que acontecem em setembro em Brasília, São Paulo e Belo Horizonte já terão novidades, aguardem.

Bem, gostaria de finalizar esse post destacando o que além do narrado também me chamou atenção no congresso:

1. Os álbuns de casamento estão muito mais limpos e com menos imagens e “efeitos”. O menos é mais! Eles dão destaque ao que interessa, a fotografia.

2. O vídeo está cada vez mais presente na fotografia. Vi alguns trabalhos lindíssimos da fusão entre as duas mídias. Ele veio para enriquecer nosso trabalho e nos obrigará a entender de fotografia de cinema. Abram o olho para isso! Luz contínua na veia.

3. Muitos fotógrafos de casamento têm utilizado pouco ou quase nada de flash. Isso graças a qualidade das novas câmeras que estão com excelentes níveis de ruído em altos ISOS. Segundo eles o trabalho sem flash se torna mais expontâneo e natural. Engana aquele que acha que fotografar sem flash é pra quem não sabe utilizá-lo. Pelo contrário. Para abrir mão dessa poderosa ferramenta, além de bom equipamento é preciso de muita segurança e conhecimento de luz. É necessário antes de mais nada enxergá-la.

4. Os fotógrafos lá fora estão cada vez mais unidos, se ajudando, elevando o nível dos serviços oferecidos e fortalecendo o mercado. Seria lindo se isso acontecesse com mais rapidez no hemisfério sul, não acham?

5. Com o nivelamento tecnológico o capital humano se torna o maior diferencial no negócio da fotografia. humano e a capacidade do fotógrafo em se relacionar com as pessoas se tornam cada vez mais importantes. Em outras palavras o que tento dizer é que se todo mundo tem acesso aos bons equipamentos vão se sobressair aqueles que possuem habilidades intepessoais e a capacidade de se relacionarem bem com sua equipe, seus clientes e parceiros. Nenhum negócio vive sem pessoas. Nossos clientes são pessoas, nossos parceiros são pessoas e nós somos pessoas.

6. O Twitter é uma das ferramentas de marketing mais poderosas já inventada e está sendo amplamente utilizado pelos fotógrafos de todo o mundo para maximizar seus negócios. Quer saber mais? Conto no Workshop.

7. Agregar valor é preciso. Atender melhor, ser diferente dos concorrentes, poupar tempo dos clientes, apresentar novos produtos e soluções. Muita coisa hoje, sobretudo na fotografia de casamento é igual! Quem busca ser diferente consegue um lugar ao sol. Não adianta copiarmos nosso concorrente pois nunca seremos iguais a ele. Seja você, construa seu negócio em cima de suas fortalezas e seus diferenciais. Cada um tem os clientes que merece!

É isso aí pessoal. Espero que tenha passado 1/10 da minha empolgação. Novidades virão…me aguardem!

Comentários

É isso aí, Vinicius! Cada vez que leio ou ouço seus comentários sobre a fotografia ser um business tenho mais certeza que estou no caminho certo. Ainda no início da jornada, mas no caminho certo!! Minha formaçao academica de administradora me deixava muito em conflito com a paixao pela fotografia, mas depois do seu workshop comecei a entender que os dois mundos, na verdade, sao um só, e isto me deu muito mais seguranca para trabalhar naquilo que acredito! Juntei todo o meu conhecimento do trabalho que exercia na area de marketing em outras empresas com a tecnica fotografica, e esta dando certo! O ws foi um divisor de aguas. Abriu meus olhos para a coisa mais obvia, mas que eu nunca havia enxergado. Agora sou uma seguidora sua 🙂 Obrigada! Parabens pelo seu sucesso!

Antes de ser fotógrafa era consultora legislativa. Antes de me jogar na fotografia, fiquei na dúvida se montava um escritório para consultora de negócios. Por que simplesmente vejo, em vários setores, pessoas talentosas, donas de negócios que poderiam ser fantásticos, mas que não são, por absoluta falta de tino comercial e empreendedorismo.

Decidi ser fotógrafa e fiquei um ano trabalhando com crianças e fazendo trabalhos como segunda fotografa, sem me envolver com clientes… pq sabia que se um dia fosse me envolver, iria buscar muito mais do que o mercado mostra, e daria a cara a tapa, em idéias inovadoras e aliando visão empresarial ao talento fotografico.

Qdo o Marquinhos me convidou pra gente abrir o Foto Noiva e Foto Bebê, me vi cercada do que era ideal pra mim: fotografia e empreendedorismo. Poder admiministrar e demonstrar, na prática, a diferença entre ser fotografos e ter um negócio profissional de fato.

Ainda sinto falta de debates como os que vc promove, essa beliscada na turma da fotografia. E é por essas e outras que apoio, e muito o seu WS. Divulgo tudo aquilo que acredito cegamente, e seu talento não vem apenas do seu olhar, vem da sua maneira de tratar a fotografia como negócio, com respeito, comprometimento, dedicação e talento empresarial.

Um beijo e sucesso sempre,
Rafa

[…] First Tweet 1 day ago julianapessoa juliana pessoa RT @wagnerevanessa: @viniciusmatos Fotógrafos não deixem de ler http://www.viniciusmatos.com.br/?p=6440 Ótimo POST ] view retweet […]

como diria meu pai “camarão que dorme a onda leva”!
To tentando ajeitar uma ida pra um WS seu. Se não vier pra Ctba logo.Tomara q eu consiga.
beijos

Ccom certeza você passou sim uma parte de seu entusiasmo Vinícius…
Gostaria muito de participar de um de seus WS nos próximos meses, pra poder beber um pouquinho desse conhecimento.
Quero parabenizá-lo pelo eu desprendimento, como vc disse, no hemisfério sul isso é meio raro.
Sempre aprendo boas coisas lendo seus artigos, hoje já li aqui muita coisa pela manhã, e agora, esse ai em cima.
Sucesso demais procê…
Abração.

Passou sim!
Obrigada por compartilhar!
Tenho usado cada vez menos flash :o)))

É isso ai! Engana-se quem num mundo de hoje em dia encontrou uma formúla mágica de sucesso. Inovação constante é o segredo de qualquer negócio.

Vamos fazer este mercado crescer cada vez mais!

Abs,

Anderson Miranda

Estou super ansiosa pelo workshops do Rio estarei lá se Deus quiser.
Abraços

Muito bacana ver a sua empolgação…é contagiante!
Pessoas como vc, que seguem em frente sem acomodação, são exemplos a serem seguidos.
Parabéns Vinícius!
Abs…Marina Ushiro.

O restante do item 6 vou aprender no workshop de Salvador em outubro, esperei muito por isso e agora aqui perto, não posso perder.

Tem umas “coincidências” que acontecem que chegam a ser engraçadas! Volta e meia passo por aqui para ler teus posts… Hoje, cheguei nesse post por uma “tuítada” da Rafaela do FotoNoiva… E daí dou de cara com esses pontos que tu enumeraste e dois deles são coisas que estão martelando na minha cabeça frequentemente nos últimos tempos… O sobre luz contínua foi o 1º. No último domingo tive a oportunidade de fazer fotos de still para um vídeo clip, ou seja, cinema e luz contínua. O resultado foi fantástico e bem elogiado. Cheguei a comentar no meu no twitter: “Eu gosto luz contínua… prontofalei… e acho que o preconceito contra a luz contínua deveria ser revisto… prontofaleidenovo…”.
O 2º foi sobre a união dos fotógrafos no exterior. Tenho conversado bastante sobre isso com um amigo que também fotografa e a individualidade que temos por aqui é algo impressionante. Por isso, cada vez mais admiro aqueles que compartilham e tem essa visão!!!
Grande post (e meu comentário também, me empolguei)
Abraços!

Eu não costumo acreditar em coincidências Karina…..prefiro a lei da sincronicidade ou sincronismo.
Abs

Humm os próximos workshops prometem ainda mais! =)
Será que em algum momento você terá um tempo na sua agenda para fazer um workshop em SP no final de semana? Tem alguma intensão de fazer isso?

Oi Márcio. Infelizmente não tenho pretenções de ministrar workshops em finais de semana por motivos pessoais. Tenho um pacto em casa de que o domingo é da família por isso eu ministro todos workshops no meio da semana. Espero poder ter você como aluno em breve, durante a semana! Abraços!

Vinícius,

Parabéns pelo artigo. O seu WS em Natal foi o meu melhor investimento na fotografia em 2009. Tenho muito orgulho de ter sido seu aluno. Fiquei muito feliz em vc ter sido o Nº1 na ISPWP-INTERNATIONAL SOCIETY OF WEDDING PHOTOGRAPHY.

Hoje vejo a fotografia com outros olhos. Você consegue passaar toda essa sua energia no seu texto, essa paixão pela fotografia brasileira, e sempre compartilhando os conhecimentos adquiridos.

Vinicius, como é bom saber que escolhi seguir uma pessoa que pode ser o grande catalisador deste mercado diferente onde queremos chegar.

Quem pensa ter encontrado a formula pro sucesso, engana-se, o mercado pede o novo, vai seguir em frente quem for mais competitivo honestamente, conseguir ser rápido e o suficiente para entender o cliente, atende-lo com empatia, e souber dirigir seu negocio com maestria…

Sinto orgulho de ter feito o seu WS e quero estar sempre muito próxima, me deleitando com seus ensinamentos, que generosamente estão por toda parte….

Quem ama o que faz como vc, merece estar entre os melhores….

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

FECHAR MENU