MENU
Eu tenho refletido e acho que faz parte hoje do meu trabalho retratar um casal mais introvertido de uma maneira que eles consigam se ver naquelas imagens. Eu não tenho me dado o direito de querer que saiam completamente diferentes nas fotos. Eu quero que eles se reconheçam nas imagens.
Nada me impede, claro de me conectar a eles e fazer com que eles se sintam genuinamente a vontade. No entanto há um abismo entre um casal mais reservado que se sente a vontade e um casal reservado em uma euforia fictícia. Eu simplesmente acho que não combina.Os meus agradecimentos ao Marcos e a Carol que brilharam mesmo após a marcação de território, logo no início do ensaio. É importante ter bom humor nestas horas.

Comentários

Parabéns Vinicius, lindo trabalho, você é um poeta e um gentleman.

A gente que tem acompanhado a trajetória do seu trabalho Vinícus Matos percebe algo muito difícil de acontecer na evolução das suas imagens. A fama, os holofotes muitas vezes distanciam as pessoas da realidade. No seu caso o que se percebe é uma humanização, com grande valorização dos sentimentos das pessoas com extremo realismo. Parabéns pelo seu trabalho e pela mensagem transmitida em cada fotografia.

Quin Drummond

Quin, agradeço as palavras. Eu busco é isso mesmo. Busca difícil.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

FECHAR MENU