Sempre foi difícil pra mim entender o que chamam na España e alguns países latinos de LA SIESTA. Uma espécie de soneca misturada com preguiça e descanso. Imagina um intervalo para almoço de 4 horas em plena segunda feira? Sim, para mim, braisileiro foi difícil entender até que hoje, participei de uma delas, uma legítima aqui em Funes, Argentina. Não me arrependi!

Comemos um assado regados a Sangria e Malbec na casa do meu amigo Fábio Leiva, irmão do Mariano, meu outro amigo. A carne estava “riquíssima” como dizem por aqui. No entanto o mais interessante de toda essa experiência foi o que há por traz da siesta. O tempo com a família que a cada dia está mais curto.

Primeira lição em FUNES: Viva la Siesta! Vou instituir uma período maior de almoço em casa. Isso é certo!

Abraços a todos.

PS: Antes de acabar o post, minha amiga Lili, mulher do Mariano me disse. La siesta no se explica…se vive! Toma distraído!

 


Deixe um comentário

Comment