Bom, esse é o depoimento de fazer a gente repensar tudo! Como assim? Chama-se responsa. Depois de ler o que o Rodrigo Zapico escreveu em seu blog, vou acelerar a criação de mais cursos que já tenho há algum tempo em mente. Um deles é só de iluminação em casamento e sai ainda esse ano. Responsa é pouco.

Obrigado Rodrigo pela confiança e pelas palavras que vão ficar marcadas pra sempre! Valeu!!!

A vontade de qualquer um dos 15 integrantes que estiveram na sala 13, do 1º andar, do Conjunto Sabedoria [que nome!] na Avenida Angélica, 2100, foi, sem dúvida, a de seguir naquele convívio curto porém intenso dos últimos 2 dias, entre ótimas fotos, slides bacanas, e muitas – digo, muuuuitas – ‘vírgulas’ de um projeto super coerente de ensinar fotografia para os que são fotógrafos, para os que se consideram fotógrafos e para aqueles que querem um dia ser mais do que simples apertadores de botão.
Verdade seja dita, que como eu, muitos, na segunda-feira, estavam totalmente ansiosos quanto ao conteúdo que seria ministrado por um dos fotógrafos, que pessoalmente, considero grandes artistas não apenas por ter um trabalho único, mas também por manter uma coesão clara em todos os eventos que são clicados por suas lentes.
Passado o  impacto clássico de primeiro dia de escola, já diante do mestre que nos guiaria rumo ao mundo das fotos – diferenciadas – de casamento, Vinícius Matos, a ansiedade começou a dar lugar a certeza de que mais que um investimento monetário, havíamos todos feito um investimento pessoal muito grande e sem dúvida, impagável, no sentido nobre da palavra.
[que não se pode pagar]
Em todas as profissões sempre existem os bons, os que se consideram bons e os que são considerados bons pelos que os seguem de perto, vulgo, puxa-sacos.
O fato é que não havia um par de olhos ali que duvidava da qualidade diferenciada do palestrante, de entregar imagens poéticas de instantes tão expressivos.
Aos poucos passou-se a não ter dúvidas também de que o ‘professor’ Vinícius, sabia não só realizar a mágica, como também contar grande parte dos truques que levariam qualquer integrante da platéia a esboçar seus primeiros passos rumo aos grandes truques.
É bem verdade que o ensino só acontece de fato se as duas partes da ponte que o constrói estiverem realmente empenhadas no que fazem. Os alunos estavam. O Matos estava. Perfeito. Alto índice de perguntas muito boas, que dentro das possibilidades foram muito bem respondidas. Grandes informações que ensinaram não só a dar o ‘pulo do gato’ como também mostraram que com vontade e persistência as coisas tendem a acontecer de maneira natural.
O fato é que você vale o quão raro você for. E ponto. Não que esteja aqui para julgar valores de serviços prestados ou ainda criticar trabalhos de amigos-concorrentes. Mas a máxima é a completa verdade do mercado em que distribuímos nossa arte. Afinal, a fotografia é para mim a poesia do instante. E cá pra nós, nem todos os poetas são ótimos.
Bacana mesmo foi ver que depois de uma chuva de fotos monocromáticas que eram capazes de trazer todas as cores do arco-íris a momentos únicos e especiais, balizados por um mestre capaz de assumir que, assim como os humanos, erra e ainda, que toma decisões nem sempre corretas, aprendemos que antes de mais nada devemos seguir nossa intuição e esquecer as regras. Afinal de contas, foram feitas mesmo para serem quebradas.

certificado

Se estou satisfeito? Precisa ser mais claro ainda?

rz

Ps.: Valeu a todo mundo que tava lá!
Ps 2.: Conheci a Lu Aith!! Aeeee!
Ps 3.: Conheci a Marcia também!!
Ps 4.: Vinícius, se precisar do Macbook com acesso a internet, só falar! :p

E é bem verdade, o que aqui se cultiva com carinho, se colhe com muito gosto!


Deixe um comentário

Comment