1

Dizem que quando se quer muito alguma coisa é importante ser insistente. Os meus animais de estimação são o maior exemplo disso. Me vencem muitas vezes pelo cansaço. Eles sabem pedir, principalmente comida.

Bom, eu sempre tenho falado sobre a relação entre LENTES e a COMPRESSÃO DOS PLANOS e volto com esse exemplo postado a repetir o que, para mim, é de fundamental importância para  na hora de estabelecer a relação entre a distância focal da sua objetiva e a compressão dos planos que a  mesma lhe proporciona.

Em outras palavras, por mais que possamos ter as proporções mantidas (em ambos exemplos os noivos ocupam o mesmo espaço da cena), a relação entre os planos vai variar de acordo com a distância focal utilizada.

A foto da esquerda foi feita com uma 50mm enquanto a da direita com uma 135mm. Mantive a proporção dos noivos nas duas mas a estética resultante foi bem distinta.  Na primeira eu consigo ver com clareza o primeiro plano (vegetação) e o plano de fundo (o Belo Horizonte da cidade onde vivo). Já na segunda, tanto o plano de fundo quanto o primeiro plano se comprimiram ao plano dos noivos e parte das informações, devido a essa aproximação, não aparece mais como no primeiro exemplo.

Vale lembrar que o objetivo aqui não é dizer qual das duas foi a melhor e sim que o resultado obtido com as duas é completamente diferente.

Escolher a objetiva é sem dúvida escolher a forma como enxergamos uma determinada cena. O fotógrafo que conhece a propriedade de suas lentes, com certeza tomará as melhores decisões.

Um bom dia a todos!

Deixe um comentário

Comment