Ontem fiz algo que não fazia há um bom tempo. Liguei o interruptor das cores e deixei o Preto e Branco em casa. Confesso que foi bem difícil no começo mas logo me encantei pelos fantásticos tons de azul da linda cidade de Chefchoauen em Marrocos.

O povo pora aqui não curte ser fotografado. Ao conversar com alguns locais recebi as informações de que muitos já vieram por aqui fotografar as pessoas para vender depois cartões postais por todo o mundo. Há inclusive o relato de um local que está morto e que seu postal ainda é vendido no mundo todo.

As mulheres, em especial, não gostam de ser fotografadas. A cultura árabe, um tanto quando machista, faz com que os maridos não se sintam bem ao vê-las expostas.

Além de tudo que foi narrado estamos no mês do Ramadã, época em que os Árabes se privam de muitas coisas como álcool, sexo, fumo e não comem durante o dia. Os nervos das pessoas então ficam a flor da pele. Chegamos inclusive a testemunhar duas brigas nas ruas que provavelmente surgiram de pequenos atritos, aparentemente bobos.

Uma viagem ao tempo, país pobre, muitas cores. A fotografia mais uma vez me dá a oportunidade de ser feliz conhecendo gente totalmente diferente, uma experiência de vida que fica pra cravada na retina e no peito. Hora de fotografar, desta vez fotografarei uma noiva em Chouen, não sabemos como vamos ser recebidos. Cenas dos próximos capítulos!

]

Deixe um comentário

Comment